SINCOVAL
« página inicial
(43) 3342-3132

Notícias

Endividamento dos paranaenses cai pelo terceiro mês consecutivo

Quarta-feira, 6 de Abril de 2022

O endividamento dos paranaenses caiu pelo terceiro mês consecutivo. Segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), 91% das famílias do estado possuíam algum tipo de dívida no mês passado. O índice é 1,3 ponto percentual (p.p.) inferior aos 92,3% de fevereiro.

Entretanto, na comparação com março de 2021, quando 90,5% da população estava endividada, o nível atual de endividamento está mais elevado, e configura-se como o maior percentual de endividados para um mês de março da série histórica.

No cenário nacional, a proporção de brasileiros endividados alcançou novo recorde em março: o percentual de famílias que relataram ter dívidas a vencer alcançou 77,5%, a maior proporção já registrada nos 12 anos do levantamento. Há um ano, essa parcela era de 67,3%, 10,3 pontos percentuais abaixo do resultado atual.

Além do volume de endividados, as condições de pagamento das dívidas também melhoraram no mês de março: as famílias com contas em atraso baixaram de 21,5% em fevereiro para 21,2% em março e as que não terão condições de pagar as dívidas em atraso passaram de 8,8% para 8,6%.

Na análise por faixa de rendimentos, as famílias de menor renda (até dez salários mínimos) foram as responsáveis pela queda mensal da PEIC, ao baixar de 92,0% em fevereiro para 90,2%. Já entre as famílias com renda superior a dez salários mínimos o endividamento subiu de 93,4% para 94,5%.

Tipo de dívida

O cartão de crédito continua sendo o principal motivo das dívidas dos paranaenses, com crescimento pelo quarto mês consecutivo. Na variação mensal, passou de 77,7% em fevereiro para 79,8% em março, o que representa alta de 2,1 p.p.

 FONTE - FECOMERCIO PR.